27/10/2015

DamNATION + Resumo do documentátio.

Fonte : www.nytimes.com


DamNATION, documentário norte-americano, sinaliza os problemas que uma barragem causa, as hidrelétricas tem seus benefícios, mas traz com elas os malefícios também, é justamente isso que o documentário quer passar para o espectador, que de nada adianta construir algo grandioso e não trazer retorno em grande escala, pelo contrário, acarreta danos a natureza e as próprias pessoas que ali perto residem.

Fonte: www.nofilmschool.com
O documentário mostra claramente que a reprodução dos salmões foram afetadas em grandes proporções após a implantação das barragens em alguns locais dos EUA, o que dificultou a pesca dos mesmos, eles sumiram durante décadas e só reapareceram por que as barragens foram destruídas após incessantes protestos, Mikal Jakubal foi uma das pessoas que lutaram para que a barragem fosse quebrada. Quando estava acontecendo a construção da barragem do Rio São Francisco, havia um povo que habitava aquelas terras, tinham sua cultura, pescavam salmões e tinham uma ligação com a natureza. Com a 2ª Guerra Mundial o governo quis construir mais barragens para que gerassem energia, nem o Grand Canyon deixou de entrar para lista de locais ideais para construir hidrelétricas. Em 1983 foi construída a The Colorado River Dam para gerar energia para que os americanos contruissem as suas armas para guerra, tudo que o governo visava eram os benefícios que as barragens poderiam trazer. Tem mais de 75 mil barreiras no continente americano segundo Bruc Babbitt. No decorrer das construções ocorreram alguns desastres, como em 1889 na cidade de Johnstown foi inundada acarretando na morte de 2 mil pessoas e os desastres não acabaram por ai, vários outros eventos aconteceram e mais barragens foram construídas, isso somente pela busca do poder bélico.
Diversas espécies de peixes foram extintas devido à construção de algumas hidrelétricas, portanto, o impacto negativo é superior aos resultados positivos com a construção de barragens, chega-se a conclusão que tirá-las traz mais benefícios que deixá-las, os rios possuem vida e as barragens para além de prejudicar a vida animal presente, tem impacto direto nos humanos que habitam essas regiões.